sexta-feira, 17 de julho de 2009

Mar-(d)ia



Tens um mar inteiro e dividido. No teu nome um hífen indicia um dia matinal da ínsula graciosa. São leves os teus gestos e a tua voz soletra o Bojador embevecido onde já o céu se espelha depois dos medos e da dor. Salta do azul o golfinho radioso, de te saber de água. Saberia o poeta de ti o canto luminoso das palavras sábias? Quem te baptizou saberia o trilho da emborcação da água em ti derramada com lúcida inteireza? Tudo nos habita do que somos. Mereceremos o desígnio do destino de Delfos à Acrópole?
Os deuses ignoram as nossas ávidas inquietações e na mudez permanecem do mistério.
Mercês lhes dêmos por todos os dias que respiramos. E os parabéns pela claridade de estarmos vivos, Mar-(d) ia…

21 comentários:

Ibel disse...

Parabéns, querida mar-ia, mana graciosa, presente délfico, mar de deuses?

estrelinha disse...

Parabéns, querida Mercês, posso tratá-la assim :)?
Um brinde, bem erguido, a uma açoriana elegante, serena e doce, que eu conheci na minha eterna Bracara Augusta, num fim-de-semana rico em descoberta e partilha!
|
P.S.- Sabem? Agora tenho duas novas amigas, "açorianas de gema" :)

Mar de Bem disse...

Minha muito querida, minha irmã, minha Mãe, minha dulcíssima AMIGA MARIA das MERCÊS, FAZES ANOS HOJE!!!

O que se oferece a uma criatura tão divina como tu? Apenas dizer a toda a gente: ESTAMOS DE PARABÉNS, A MERCÊS FAZ ANOS HOJE!!!

ETA, ETA, ETA, nossa muito doce AMIGA - a elegância personificada!!!

Anónimo disse...

Não conheço a aniversariante, mas o texto é divino.
Muitos parabéns, Mar-(d)ia e um dia maravilhoso pois bem o merece quem é digno de tantas qualidades.

Filomena Assis

Fidalgo disse...

Junto a minha voz ao coro dos que hoje te comemoram! Também eu sei o sabor das marés e da ternura com que a água recebeu os nossos primeiros vagidos! O mar nos cantará no coração aquele som que manteremos nos ouvidos até ao fim dos tempos! Parabéns!

Gracinda disse...

"Tudo nos habita do que somos" diz a mana Ibel e eu direi que somos o que nos habita.Na Ibel habita agora uma amiga de quem oiço falar em cada dia que falo com a Ibel...e são muitos, quase todos. Quando a Mercês esteve em Braga eu não quis ir lá.Era o vosso primeiro encontro e não quis perturbar. Agora vai a Ibel. Mas qualquer dia voltará e eu estarei para conhecer.A Ibel e eu temo-nos no mesmo círculo de amigos.Quem for amigo dos Fidalgos é amigo dos Castanheiras e vice-versa. A Mercês sê-lo-á.
Aos amigos nunca se deixa de dar os parabéns. Por isso aqui estou de coração.Parabéns e que a vida lhe dê o que eu sinto que as paisagens açorianas dão: Paz, Beleza, Saúde e Tranquilidade. O bom da vida. Tudo de bom parasi no seu dia festivo, porqueé um privilégio viver
Cinda

Mar de Bem disse...

OH, Estrelinha, tu és um mimo! Deus, que te deu uns Pais magníficos, também te deu de presente àqueles que te amam. E nós te amamos, minha querida!

tomás disse...

Acabadinho de me levantar vim fazr-lhe uma visita para lhe deixar um bj mas vão ter que ser dois pelos vistos.Parabéns à amiga.

utopia das palavras disse...

Gostei da originalidade do título e da intensidade com que te entregaste às palavras, porque são as tuas veias poesia.

Um previlégio ter uma dedicatória assim, parabéns a quem a recebeu!

Beijinho, Ibel

Luísa disse...

A vida é para ser cantada em festa quando se tem tanto mar.
PARABÉNS, (pelos vistos, ilustre desconhecida), amiga da Doutora Isabel.
Que os golfinhos continuem a saltar de alegria.
Um abraço e sopre as velas com força porque é (D)ia !

Delfim Peixoto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Prima disse...

"Tenha tudo do bom...e amigos também".E parece que não faltam e que os merece.

Francisca e Mafalda disse...

Parabéns MARIA, inspiração de tão bonito e afectuoso texto.

Francisca e Mafalda

Eduarda disse...

PARABÉNS,QUERIDA MANA,MANA DÉLFICA,ACROPOLEMANA!!!!!!!!!!!!!!!
Neste dia que anoitece e que acontece quero oferecer-te um coração enorme de lembranças,de beijos e de desejos.
As 4 Mosqueteiras vieram para ficar.E ficámos,e ficaremos.
Tenho saudades tuas.
Uma enorme taça de morangos,hoje,para ti :))))
BEIIIIIJJJJJJJOOOOOOO

Vai à Acrópole depressa,depressa! :))

isabel disse...

Mar-ia, nome de ondas serenas, receba em arco florido um abraço de parabéns.Mandei à Ibel umas rosas de luz para lhe oferecer.
Isabel

Elisabete disse...

Mais uma vez, parabéns à "mana" da Graciosa.
Que a paz e harmonia das ilhas estejam sempre contigo.

Anónimo disse...

Que faço eu para merecer tantas palavras belas e imerecidas, mas que me encheram de orgulho e calaram fundo neste dia que o calendário me destinou???
São 57, o esqueleto diz muitas vezes, 75, (só quando o cansaço fala mais alto) mas a alma, sempre, sempre, ficou-se pelos longíquos e saborosos 17 anos...na imaturidade, insegurança, nos sonhos e na esperança.
Tive um dia de anos luminoso. Acreditem. Até a natureza foi cúmplice.
Juntei à volta da mesa, três tios- avós e meu tio (irmão de minha mãe), meus irmãos, minha mãe, meu filho primogénito, meu marido.
Tive presentes tocantes. Deixem que partilhe convosco a alegria, de ter recebido uma foto emoldurada do meu pequenino/grande afilhado, Artur, que trouxe o melhor de si: um sorriso aberto de 11 anos e o cabelo penteado à maneira do seu ídolo C.Ronaldo.
E a amizade derramou-se em várias manifestações. E foram muitas, muitas. (acho que a minha timidez está a ficar excessivamente atrevida...)
Fiquei tão chocada com esta mensagem, que o impulso foi sair, para gritar aos ventos que é bom ser amada!
Voltei, li e reli, e ouvi a leitura pelo voz timbrada, de meu marido, quanto vale este "fidalgo" carinho. Bom, de verdade.
Obrigada amiga, LIA/IBEL/ISABEL.
Obrigada a toda(o)s, aos Fidalgos ...e a toda esta Corte.
Ah... a Ilha não se afunda com visitas.
Abraços ilhéus e ilhatos. Comovidos.
Maria das Mercês

Ibel disse...

Acabada a tua voz de ouvir
E também os risos das amigas
Sabe-se que a festa vai no adro
E que haverá talvez aí cantigas.
Deus permita que o dia se repita
Por longos anos estridentes
E que a folia seja sempre assim
Para que seja a graciosa sorridente.
Adormece nos braços de morfeu
Um sono tranquilo e sossegado
E que a teu lado se prostre o"imperador"
Teu senhor de ti e teu escravo.

Beijos, Mar-ia!!!!!

Daniel disse...

À minha querida Mercês, com um pedido de clemência pelo atraso. Mas vá lá, amiga, contemos o tempo à maneira romana clássica, e o dia só acabará de madrugada.
* * *
Naquele tempo era o princípio da jornada. Tudo era novo. Como nós também. Tinham-nos oferecido um sonho, e acreditávamos nele. Talvez por causa da inocência que não perdêramos. Nada parecia impossível. Era a Horta, porto de unir mundos. Trouxeste, trouxeste-nos, a Graciosa florindo no teu sorriso. A bondade da sua gente resumida e explicada na tua alma. Levávamo-nos a sério no Amor da Pátria e na Colónia Alemã. Ríamos como crianças no Largo do Infante e no Café Volga.
Ainda hoje estás lá. Estamos lá. Por mais anos que passem, por mais aniversários que se cumpram, nunca haveremos de deixar de sorrir. Nunca haveremos de descrer. Porque só assim o sonho permanece. E só os sonhos que permanecem se cumprem.
Um enorme abraço, Mercês. Do último, talvez, a chegar. Mas, de certeza, um dos que mais perto se sentem do teu coração de oiro.
Daniel

Anónimo disse...

Um beijinho de Parabéns para a amiga da minha querida Professora,
Ana Gabriela Castro

Cris disse...

Mercês flor da Graciosa
Perdão por estar atrasada.Peço que aceite meu brinde,e receba meu abraço que te deseja sonhos felicidades.
Beijos.
Lia meu lar estou com saudades.Muitas. Você é surpreendente.